Home » Rotas de Chocolate – uma viagem pela tradição do chocolate para a páscoa
Curiosidades

Rotas de Chocolate – uma viagem pela tradição do chocolate para a páscoa

A Páscoa é um momento emblemático para muitos povos: para os judeus, a libertação da escravidão do povo egípcio; para os cristãos, a ressurreição de Jesus.

Seja a primavera no hemisfério norte ou o outono no hemisfério sul a vida se renova na fertilidade do solo, na harmonia das cores, nos sabores dos frutos maduros e nas promessas de vida abundante.

Os confeiteiros franceses do século XVIII foram os primeiros a idealizar o Ovo de Chocolate, como conhecemos hoje em dia – com todo o glamour que alguns apresentam – mas para que esse primor fosse alcançado muitos caminhos foram trilhados – batalhas por conquistas de territórios também – uma parte dessa história, a gente conta aqui. confeitaria francesa

O chocolate é obtido através das sementes secas e trituradas de cacau. Nas terras ancestrais dos Maias era o tchocolatl, uma bebida destinada aos reis, feita com gengibre e pimenta que dava energia, força e vigor. Os monges retiraram os elementos picantes e acrescentaram canela, baunilha e depois açúcar.cacau fruto

Tempos depois chegou à corte espanhola onde se tornou a bebida favorita: o chocolate quente. Com essa popularidade, durante cerca de 100 anos, a Espanha teve o monopólio do comércio de grãos de cacau. Por outro lado, os ingleses tinham suas plantações na Jamaica, em Trinidad, Tobago, entre outros países e ilhas das Antilhas.

Curiosidade: A primeira chocólatra do mundo foi a princesa espanhola Ana de Áustria. No início do século XVII, o chocolate ainda era somente uma bebida à base de cacau, mas a princesa não passava um dia sem a sua dose e é considerada a responsável pela chegada do chocolate à França – e travou uma batalha por isso – ela elegeu o chocolate a bebida oficial da monarquia francesa.

Em 1657 surge em Londres a primeira loja de chocolates. Em 1700 as “Casas de Chocolate” competiam com as “Casas de Café” e as tradicionais “Casas de chá” em Londres. Uma xícara de chocolate quente já não era mais um luxo restrito aos ricos. Dessa forma, para expandir os negócios, a produção de chocolate foi levada da Inglaterra para o Estados Unidos, em 1765, foi fundada a primeira fábrica de chocolate em Massachusets, uma colônia inglesa, a Nova Inglaterra. A partir desse momento, o chocolate quente se tornou uma tradição também na América do Norte.

Sem começo e sem fim

Os ovos simbolizam a vida, dessa forma na antiguidade presentear os amigos com ovos era um costume de bom gosto- para os ucranianos eram as “pisankas” – basicamente, significava que você o desejava vitalidade, fertilidade, saúde e longa vida – região do Mar Mediterrâneo, do Oriente e do leste europeu. Isso acontecia porque na primavera e no verão era épocas propícias aos casamentos, mais romântica e, por assim dizer, mais fértil. No outono, a época das colheitas, era outro momento propício para festejar e namorar e procriar… como os coelhos…  pisankas

Durante as festividades de primavera as mulheres da família pintavam os ovos à mão: eram ilustrados com imagens sobre plantações. Muito tempo depois, os cristãos adotaram a ideia desenhando imagens alusivas à Jesus, Maria e o Espírito Santo.Páscoa Cristã

O surgimento das fábricas de chocolate

Na Inglaterra, em 1795, plena revolução industrial, foi construída uma máquina a vapor que esmagava as sementes de cacau com pouco esforço, em menos tempo e em quantidade muito maior. Através dessa tecnologia foi permitida a fabricação de barras de cacau em escala industrial. Esse processo durou cerca de 30 anos até que o chocolate chegasse à forma e a textura que conhecemos hoje.Barras de cacau

Em 1828, Conrad Van Houten, um químico holandês, inventou uma prensa hidráulica, pioneira no mundo, que conseguia extrair para um lado a manteiga de cacau e para o outro a massa de cacau, ou a “torta”. O objetivo primeiro desse processo era de diminuir o sabor amargo e a acidez do produto final.

A massa de cacau obtida era transformada em pó de cacau, juntada à sais alcalinos os quais permitiam a solubilidade do composto na água. Daí originaram-se os primeiros achocolatados.

Durante 8 anos, o suíço Daniel Peter tentou acrescentar leite ao chocolate, sem alcançar um resultado objetivo. Desanimado, como acontece com os grandes gênios, em 1876, apresentou seu problema a Henry Nestlé, um fabricante de leite evaporado.

Henry Nestlé estava obtendo êxito com sua produção de leite condensado, então acrescentaram leite condensado ao chocolate: a mistura tornou-se homogênea e assim surgiu o famoso chocolate ao leite.chocolate

Para aperfeiçoar essa dádiva dos deuses, Rodolphe Lindt, um inventor e fabricante de chocolate suíço, em 1879, criou o processo de conchagem: um aparelho em formato de concha, consistindo em dois cilindros de granito que moíam a massa de chocolate, movimentando-se para a frente e para trás num processo contínuo que podia durar até sete dias seguidos. Nesse processo de conchagem era adicionada a manteiga de cacau, o que resultava numa textura muito macia e aveludada. Dessa forma, nessa moagem constante, a massa de cacau e a manteiga de cacau transformavam-se num “líquido” espesso e muito cremoso, adquirindo todo o sabor e aroma que caracterizam um chocolate de qualidade. Lindt, o fundador da mais famosa casa de chocolates suíços, criou um chocolate mais refinado que derrete na boca, tal como o chocolate que conhecemos hoje em dia.

 Conhecer as Fábricas de Chocolates

Todo mundo tem esse desejo secreto desde que viu a Fantástica Fábrica de Chocolates do Willy Wonka, mas algumas regras são necessárias para que seu passeio não dê errado:

  • Marque com antecedência por telefone; escolas e grupos também podem agendar passeios.
  • Não fotografe; nem filme o interior da fábrica, por razões de privacidade e segurança alimentar (direito da indústria também)
  • Use os Equipamentos de Proteção Individual indicados pela equipe de segurança
  • Respeite as normas e indicações do guia.

Casa do chocolate, Penedo, Itatiaia – RJ

Penedo, este pequeno bairro também conhecido como pequena Finlândia é cercado pelo Parque Nacional de Itatiaia, com o Pico das Agulhas Negras ao fundo e o clima ameno montanhês que fascinou os primeiros imigrantes finlandeses. E suas tradições nas datas religiosas são muito fortes! Então esse é o convite perfeito para conhecer a casa e a Fábrica de Chocolates de Penedo. Espaço envidraçado para a gente acompanhar de perto o passo a passo da elaboração dos chocolates: do processo de derretimento dos tabletes de chocolate bruto, ao seu derretimento, resfriamento, decoração e embalagem, tudo isso enquanto degustamos um cafezinho ou um chocolate quente… há uma lojinha onde são vendidos diversos tipos de chocolates amargo, ao leite, cacau, recheado, crocante e doces derivados de chocolate.

Endereço: Avenida Casa das Pedras, 10, Penedo, Itatiaia, tel. (24) 3351-1127. Horário: de terça a sábado, das 9h20 às 17h40.

Casa do Chocolate

Bendito Cacao Bean to Bar Cacau Show, Itu – SP

Referência em chocolates, a Cacau Show abre as portas de sua fábrica e megastore em Itu-SP: uma espécie de parque temático de chocolate onde é possível customizar uma barra de chocolate de 40g ou fazer a sua barra de chocolate com os ingredientes que você escolher. No outlet você pode comprar produtos com descontos de 10% até 50%. Um espaço que conta com cafeteria sofisticada, o cacau parque para as crianças, os mais de 70 tipos de produtos. Um tour que possibilita conhecer desde o plantio do cacau até a produção do chocolate. Endereço: R. Floriano Peixoto, 588 – Centro, Itu – SP, 13300-005 – http://www.cacaushow.com.br/megastore/

megastore cacaushow

A Divertida Fábrica de Chocolates Nestlé- Caçapava – SP

A fábrica de chocolate da Nestlé em Caçapava– SP, uma cidade muito próxima a Taubaté que recebe centenas de visitantes anualmente.

A visita tem duração de 40min a 50min, com vista panorâmica para linha de produção. Endereço: Av. Henry Nestlé, 1800 – Vila Galvão, Caçapava – SP, 12287-260 – Horário: Aberto ⋅ Fecha às 17:30 – Telefone: (12) 3654-7900.

Fábrica da Nestlé

Chocotour Garoto – Vila Velha – ES

A fábrica tem um Centro de Documentação e Memória, que reúne a história da Garoto, em Vila Velha-ES com detalhes como as latas onde eram guardadas as balas. Na sala de 120 m2, estão expostos, em cartazes, caixas-arquivo ou imagens, todos os produtos fabricados pela empresa desde o início das operações há 81 anos.

A Chocolates Garoto tem diversas opções de horário para visitas. Agende sua visita com antecedência através do telefone do Programa de Visitas (27) 3320-1708 ou (27) 3320-1709. O ingresso custa R$ 15, já a entrada para o museu é gratuita.

Endereço: Praça Meyerfreund, 1 – Glória, Vila Velha – ES, 29102-740

Horário: Aberto ⋅ Fecha às 17:00

Telefone: (27) 3320-1708

bombons serenatas de amor

Chocolate Caseiro Ilhéus – BA

Desde 1985, em Ilhéus – BA fabrica chocolates artesanalmente na cidade de Ilhéus, a cidade Romance na Bahia. Uma ampla linha de produtos requintados, feitos com chocolate caseiro. Endereço: Rodovia Ilhéus-Uruçuca, Km 2,5, s/n – Distrito Industrial, Ilhéus – BA, 45658-335 Horário: Aberto ⋅ Fecha às 18:26 Telefone: (73) 3639-5300 http://www.chocolatecaseiro.com.br/site/

cacau de ouro

Chocolate Prawer – Gramado – RS

A Prawer foi fundada em 1975, sendo a fábrica de chocolate mais antiga de Gramado e a primeira artesanal do Brasil. Começou como uma loja e hoje se transformou em quatro lojas em Gramado e dezenas de lojas espalhadas pelo Brasil. A fábrica da Prawer, ocupa uma área de 2.500m². Nela é possível acompanhar o processo de produção dos chocolates, degustar e comprar os produtos diferenciados na lojinha. Endereço: Av. das Hortênsias, 4100 – Gramado – RS. http://www.prawer.com.br/

Chocolate Prawer

Isso porque a gente ainda não falou das propriedades estéticas e afrodisíacas dos chocolates. Ficou curioso para curtir as nossas dicas? Entre agora no Hotel Urbano e comece a viver mais histórias!

Deixa seu comentário

Publicidade

Nós no Face ;)

Você pode se interessar!

Cashback de Hotéis | Tilt