Home » Relatos do Viajante: Maceió por Milena Hartje
Relatos do Viajante

Relatos do Viajante: Maceió por Milena Hartje

0

Eu e minha prima queríamos conhecer outro estado brasileiro, e assim levamos em consideração a estação do ano (início do verão no Brasil) e toda a exuberante beleza natural de Maceió, em Alagoas, desde toda sua fauna até suas diversas piscinas naturais de água quente e transparência impecável.

Maceió
Maceió

Ficamos um período de 6 dias porque foi o único período que achamos em comum para as duas, então deu o famoso “match”. Buscávamos uma viagem mais alternativa, porém todos os passeios foram escolhidos junto a agência que havia no hotel, logo, foram roteiros previsíveis. Ainda assim tentamos ao máximo fazer atividades diferentes como mergulho de cilindro e passeio de quadriciclo.

Maceió
Maceió – Créditos: Arquivo Pessoal/Milena Hartje

Vários pontos positivos podem ser tirados dessa viagem como por exemplo a culinária impecável do local, a gentileza das pessoas e moradores, o artesanato que era vendido em vários pontos da cidade e a facilidade de fazer quase tudo a pé pois encontrávamos tudo o que precisávamos perto do hotel.

A experiência atendeu as expectativas e rendeu memórias de locais que você só tem a noção da beleza ao estar lá, como foi o caso dos Cânions do São Francisco cuja viagem demorou mais de 8 horas (ida e volta) porém valeu cada segundo.

Maceió
Maceió – Créditos: Arquivo Pessoal/Milena Hartje

Outra situação que valeu o tempo utilizado e nos marcou certamente foi o mergulho de cilindro nas águas de Maragogi pois foi uma experiência que eu nunca tinha tido antes e consegui aproveita-la ao máximo.

Maceió
Maceió – Créditos: Arquivo Pessoal/Milena Hartje

Junto a ela teve a experiência de pilotar um quadriciclo na Praia do Gunga sem capotar (como aconteceu com umas turistas que foram na nossa van pela manhã).

Maceió
Maceió – Créditos: Arquivo Pessoal/Milena Hartje

Entretanto, posso atribuir como ponto um tanto negativo um fato que muitos guias nos alertaram antes: a atuação humana aliada ao turismo de massa tem danificado as belezas naturais de Maceió e eu pude perceber bem isso ao visitar Maragogi, em que a maré já era alta (a ponto da minha prima nem conseguir ficar em pé) devido ao pisoteamento constante do fluxo de pessoas que ali visitam. Foi algo que nos fez refletir muito e deixamos isso como reflexão.

Maragogi
Maragogi

Como era minha primeira vez no local, todos os passeios foram de acordo com uma programação pronta. Mas numa próxima oportunidade retornarei, e espero fazer minha própria programação para poder desfrutar com mais calma determinados pontos que foram muito breves durante a viagem como a maravilhosa Praia do Francês, por exemplo. Por esse lado, a viagem foi ótima deixando até esse gostinho de “quero mais”!

Viva mais histórias no Nordeste com o HU!

Baixe o aplicativo para Android e iOS e receba promoções exclusivas na palma da mão!

Deixa seu comentário

Cadastre-se

Receba Dicas de Roteiros Nacionais e Internacionais do Brasil e do Mundo.

Publicidade


Você vai se interessar…

Cashback de Hotéis | Tilt