Home » PETAR – O Parque das Cavernas
Dicas de Viagem Nacionais

PETAR – O Parque das Cavernas

Considerado um dos maiores destinos de ecoturismo do Brasil e ainda uma das mais importantes unidades de conservação do mundo inteiro – é inclusive reconhecido como patrimônio da humanidade pela Unesco – o PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira).

O PETAR  é um verdadeiro refúgio ecológico que não só possui a maior porção de mata atlântica preservada de todo o país, como também abriga as mais variadas belezas naturais e incríveis tesouros históricos, desde lindas cachoeiras e poços cristalinos até sítios arqueológicos e paleontológicos.

No entanto, o que realmente deu fama ao Parque foram suas impressionantes cavernas – são mais de 350 delas formando seu clássico e espetacular cenário.

Por isso, o Desviantes reuniu algumas importantes informações caso você tenha interesse em fazer uma inesquecível viagem para o PETAR!

O PETAR está localizado ao sul do estado de São Paulo, próximo à divisa com o Paraná, entre os municípios de Iporanga e Apiaí, e, por ser já um destino muito famoso, principalmente entre os paulistas e os amantes de natureza, conta com uma excelente infraestrutura turística – você pode encontrar muitos restaurantes, hotéis, pousadas, bares e agências, entre outras comodidades, nos arredores do Parque.

Mas vale lembrar que, como o Parque em si é um local um pouco isolado, de forma a preservar e proteger toda sua natureza, certifique-se de reservar seus passeios e o meio de transporte com antecedência e, de preferência, a partir de Iporanga, onde se encontra a maioria das opções de pousadas e agências turísticas.

Inclusive, entre os principais passeios que não podem deixar de fazer parte da sua viagem ao PETAR, estão: as cachoeiras das Andorinhas e do Couto, locais excelentes para praticar rapel; as mais variadas atividades aquáticas para praticar no Rio Betari, como rafting, boia-cross, tirolesa, canoagem etc.; os sítios históricos, arqueológicos e paleontológicos, que contam com curiosas pinturas rupestres de milhões de anos; e muito mais.

Veja também:  Pessoas ficam em jaulas para ver animais livres em zoológico no Chile

E, por último, mas nada menos importante, seus grandes atrativos – as cavernas! Apesar de serem muitas, as que você não pode deixar de conhecer são: a Caverna da Água Suja, com seus 1.800 metros de extensão (apesar que apenas 800 metros dessa área total estão abertos para visitação) que abrigam imensos salões, interessantes formações rochosas, um rio subterrâneo que corta a caverna e ainda uma cachoeira interna; a Caverna de Santana, a segunda maior do estado de São Paulo, com formações de aspectos únicos, rochas calcárias de cristais e exuberantes salões (um deles é inclusive considerado um dos mais lindos do mundo); e a Caverna do Alambari de Baixo, que possui uma entrada que proporciona uma imagem de tirar o fôlego, ao que a luz solar ilumina um extenso salão e suas formações rochosas e então continua o trajeto ao longo do rio Alambari, que deu nome ao local.

Encontre sua próxima aventura no Desviantes!

 

 

Cadastre-se

Receba Dicas de Roteiros Nacionais e Internacionais do Brasil e do Mundo.

Publicidade

Você vai se interessar…

Cashback de Hotéis | Tilt