Home » Nas férias, o que fazer com os animais de estimação?
Curiosidades Manual do Viajante

Nas férias, o que fazer com os animais de estimação?

As tão esperadas férias chegaram e a maioria das pessoas aproveita esse momento de folga para realizarem viagens em família. Tudo muito bom, tudo muito bem, até você se lembrar dos seus filhos de quatro patas! E agora?

Não se desespere, pra tudo existe solução e você não precisa cancelar os planos pra ficar com seu bichinho. Apesar de não ser a melhor opção, algumas pessoas preferem deixar seus animais em hoteizinhos especializados. Caso sua viagem seja de curto prazo e você pode decidir por essa alternativa.

animais
Foto: Pixabay

Agora, se você não aguenta ficar nenhum diazinho longe do seu amigo, a melhor solução, de fato, é leva-lo com você! Pra isso, levantamos algumas dicas importantes na hora de viajar com seu pet. Confira!

Encontre o lugar ideal

Simples, mas essencial. Antes de mais nada, é preciso achar um local que não tenha problemas em aceitar um animal e que possua uma estrutura adequada para que ele fique tão confortável quanto você.

Animais no carro

De acordo com Código Brasileiro de Trânsito é estritamente proibido levar o animal solto no veículo ou entre pernas e bancos (nada de cabeça pra fora com língua esvoaçante na janela). Eles devem ser levados em caixas de transporte, cadeiras próprias ou cintos adaptadores. Esses produtos são facilmente encontrados em pet shops.

Outro cuidado a ser tomado é com a alimentação e ingestão de líquidos: os pets devem tomar água 1 hora antes de sair, cachorros devem ficar em jejum por 4 horas e os gatos 2 horas. Caso contrário, você terá que lavar o carro quando chegar. Lembrando que, se a viagem for longa, programe pausas para o animal descansar.

animais
Foto: Wikimedia Commons

No avião

Cada companhia aérea tem regras específicas sobre como viajar com animais, então avalie as que possuem a forma mais confortável para seu bichinho. Assim como nos carros, eles também precisar ficar em caixas de transporte adequadas e seguir as dicas sobre ingestão de comida e água. O melhor seria que o pet não precisasse enfrentar voos longos, então dê preferência para voos diretos, com trajetos curtos e evite embarcar com muita antecedência.

Visite o veterinário

A adaptação do animal fora de casa é sempre um mistério, para isso, visitar o veterinário pode ser útil. Ele emitirá o “guia de trânsito”, um documento que atesta que o animal será transportado sem risco. Já que estará lá, peça para o médico verificar se o pet está saudável, se as vacinas estão em dia e, se possível, peça para ele receitar alguns florais ou calmantes naturais para garantir que o animal não fique nervoso. Além disso, o mercado de pet shop possui fraldas veterinárias, que podem evitar acidentes durante a viagem.

animais
Foto: Wikimedia Commons

Pesquise por clínicas veterinárias

Quando chegar ao hotel, pousada ou casa da vovó, procure pelas clínicas veterinárias da região. Selecione a cidade de destino e encontre os veterinários próximos a onde você vai estar. Não se esqueça de levar a carteirinha do bichinho.

Conhecendo com o pet

Saia pela cidade e procure mapear lugares legais para conhecer, mas que permitam a entrada de animais. Assim, você consegue curtir a viagem toda juntinho com ele!

Viva mais histórias com o HU.

Deixa seu comentário